Tratamento de Schumacher já custa mais de R$ 50 milhões, garante jornal

Heptacampeão mundial de Fórmula 1 sofreu uma grave queda de esqui

Relacionadas

O acidente de esqui de Michael Schumacher completou três anos nesta quinta-feira. Desde então, o heptacampeão mundial de Fórmula 1 segue se recuperando das sérias lesões cerebrais que adquiriu depois de sofrer uma queda enquanto esquiava nos Alpes Franceses. Segundo o diário inglês The Sun, o custo de seu tratamento já chega a £ 13,8 milhões, aproximadamente R$ 55 milhões. O número é com base no gasto semanal do tratamento, que é de cerca de £ 115 mil (ou R$ 460 mil). Acredita-se que, desde que o ex-piloto alemão deixou uma clínica na Suíça para se recuperar em casa, 15 profissionais cuidam dele 24h por dia, dentro de uma Unidade de Terapia Intensiva.

Schumacher esteve em coma por seis meses após o grave acidente na estação de esqui de Méribel, depois de cair e bater a rosto em uma pedra. O maior vencedor da F1, então, foi levado a uma clínica na Suíça e, depois de apresentar melhora significativa, foi levado para casa, em Genebra, onde permanece até hoje. As notícias sobre seu estado de saúde seguem escassas e blindadas pela família, que preza pela privacidade. 

MAIS SOBRE:

Fórmula 1 Michael Schumacher Alpes The Sun Suíça Schumacher Genebra fórmula 1 Velocidade
Comentários